quarta-feira, 14 de abril de 2010

Óculos de abelhinha



Hahaha Essa foi a gota d´água!

Acordei hoje cedo, atrasada como sempre, para a minha clássica rotina (casa - trabalho + trabalho - casa) e toda atrapalhada comecei a me arrumar. Como acontece quando estamos atrasados, parecia estar em uma corrida de obstáculos: tropecei no Joaquim (meu gato), descobri que a blusa que havia separado estava com uma manchinha, não encontrava o ferro de passar pra arrumar a outra blusa.... Enfim: tudo colaborando.


Mas, como diria alguém que eu não me lembro: “Calma, não reclama ainda porque pode piorar!”. Como de costume, peguei o ônibus ainda dormindo e, próximo ao ponto em que desço comecei a me arrumar, afinal tinha mais 20 minutos de caminhada até chegar ao trabalho. Peguei o mp3, coloquei os óculos de sol (aqueles enormes que te fazem sentir uma abelha rainha, sabe?), arrumei umas coisinhas na bolsa e levantei a fim de puxar a cordinha da parada. Quando levantei, percebi uma encaradinha do cobrador, fingi que não percebi e desci no ponto desejado.

O caminho até o trabalho é lindo, passo por dois agradáveis lagos, cheio de pessoas saudáveis fazendo Cooper que, confesso, me fazem pensar: Hey, porque vocês não estão dormindo??? Tá frio, voltem para cama!!! Bom, no decorrer deste caminho, várias dessas pessoas felizes e saudáveis passaram por mim com um sorriso incomum, um risinho de canto de lábio, um olhar mais atencioso que o comum e eu, associando com o olhar do tal cobrador, pensei ingenuamente: “Nossa, mesmo toda atrapalhada (e provavelmente descabelada) ainda estou conseguindo arrancar alguns olhares! Hum... muito bom, Marie!!!”
.

Caminhei tranqüila, pensando na desculpa que teria que dar ao meu chefe pelo atraso, cantarolei uma musiquinha, pensei como seria o dia e como eu estava precisando de umas férias. Passei por uma obra e, para alívio, ouvi alguns comentários dos “distintos cavalheiros” que ali trabalhavam. Digo alívio porque, cá entre nós, quando uma mulher com 24 anos passa em frente a uma construção e não escuta nem um simples “fiu-fiu” significa que a coisa está feia!

Finalmente cheguei ao prédio da empresa, como saíra do sol fui calmamente retirar meus óculos (é, aqueles de abelhinha) e, para minha surpresa percebi que estava sem uma das lentes. Me assustei com tal absurdo e olhei ao redor, certa que a lente acabara de cair. Doce ilusão... Ela estava na caixinha o tempo todo e isso significava que havia feito todo trajeto casa-trabalho parecendo uma personagem do filme “Piratas do Caribe” (bom seria se fosse verdade... pelo menos teria tido alguns minutinhos com Johnny... Aiaia Johnny).

Sentei em um dos degraus da escada e comecei a rir, sem acreditar no que havia feito! Depois do fiasco cometido, até o perdão do chefe pelo atraso eu consegui.


É, acho que preciso de umas férias mesmo!

5 comentários:

Si disse...

Ai Marie, tu não existe!!

Só uma coisinha q eu discordo de vc. Os distintos cavalheiros que trabalham em obras(n todos, claro) não são parâmetro de nada, querida. Eles assoviam pra qualquer coisa que faça xixi sentada. Vai nessa não!!
Quer testar? Dá uma voltinha lá na Lagoa, se rolar umas olhadelas, tá tudo em ordem ainda! Só não esquece das DUAS lentes dos óculos!!!
Bjos

Marie disse...

Pois é Si, por isso que eu disse... Se eles assoviam pra qualquer coisa que faça xixi sentada e a gnt n ganha nem um fiufiuzinho é sinal que a coisa tá feia meeessmo! rsrsrs
Bjinhos!

Si disse...

é vero... é vero

Crispi. disse...

Sua louca, me fez rir no meio da boblioteca agora, imaginando a cena!
Esse é bem o tipo de coisa que eu faria, sair sem uma das lentes HAHAHAHAHA
Ninguém merece :)
Beijos Marie :*

Violúcius disse...

Ai, ai essa Marie é uma figura mesmo...
Pensando bem acho que é disso que gosto em ti...
Estabanada, rss.
bjoca

Postar um comentário

 
2009 Template Scrap Rústico|Templates e Acessórios